Evolução e Inovação. As bodas de prata do VILA VITA Parc

Tudo começou há cerca de 35 anos, quando os falecidos fundadores do VILA VITA Parc, Dr. Reinfried e Anneliese Pohl, descobriram um local único numa falésia no Algarve e decidiram tornar um sonho em realidade 

Quando o VILA VITA Parc abriu as portas pela primeira vez em 1992, pouco existia do resort que nos rodeia hoje. O espaço evoluiu ao longo dos anos, culminando no que agora vemos. Algumas das inovações mais importantes são de facto muito recentes, sendo a remodelação do edifício do Clubhouse um dos seus grandes marcos.

Voltando atrás no tempo, lembramo-nos da abertura das primeiras 60 suites, juntamente com o edifício do Clubhouse, courts de ténis e a Piazetta. No ano seguinte, foi inaugurado o edifício do hotel principal, que acrescentou mais 73 quartos e suites ao resort. No mesmo ano, seguiu-se a abertura da Residence, com 29 quartos e suites numa localização magnífica sobre a falésia, que também abriga o que é hoje o restaurante Ocean.

O resort, que se tornou membro da Leading Hotels of the World em 1995, criou desde o início um padrão de luxo e serviço, que o distinguiu imediatamente como um dos melhores na região. Mas quem adivinharia naquela altura que o VILA VITA Parc se viria a tornar num dos melhores resorts da Europa?

O investimento e a inovação têm abundado ao longo dos anos – em 1998, deu-se a abertura da Cave de Vinhos, a adega do resort, dois anos depois do VILA VITA Village, um pequeno resort no terreno adjacente com 51 moradias e instalações de apoio. A isto seguiu-se, em 1999, o VILA VITA Vital Spa e três suites.

Foi por esta altura que o atual diretor-geral, Kurt Gillig, chegou ao VILA VITA, originalmente como chefe executivo e posteriormente como diretor de food & beverage, antes de ocupar a posição de diretor-geral em 2010.

A paixão de Kurt Gillig pela gastronomia é algo que tem vindo a ser gravado no ADN do VILA VITA Parc, ajudando a defini-lo como um verdadeiro destino para epicuristas. Em 2007, Gillig recrutou o chef austríaco Hans Neuner para dirigir a cozinha do restaurante Ocean. Apontaram para as estrelas, literalmente, e receberam a primeira estrela Michelin em 2009, seguida pela segunda em 2011.

Em 2012, deu-se um grande projeto de remodelação. Primeiro veio a área original de suites, conhecida como Oasis Parc, que reabriu sob a forma de suites de um e dois quartos em 2013, coincidindo com os novos Oasis Pool e Palm Bar.

Depois seguiu-se o edifício do hotel, com a renovação total de todos os quartos e suites em 2014, e da Residence em 2015. Com todos os alojamentos das três áreas do resort completamente remodelados, era agora tempo de renovar os restaurantes.

Kurt Gillig e os proprietários do resort decidiram levar a renovação para além da superfície. O VILA VITA Parc já era conhecido como um destino para gourmets, mas o estilo clássico dos restaurantes, embora apreciado por muitos dos hóspedes mais fiéis do resort, não estava ao nível dos padrões de design modernos esperados hoje em dia. A colaboração com arquitetos e peritos internacionais no campo do design moderno de restaurantes, resultou no desenho de um projeto que representou o maior investimento de todo o plano de remodelação.

O primeiro a reabrir foi o Ocean, no início de 2016, com um design contemporâneo dentro de um conceito marítimo, uma cozinha maior e a expansão da sala de jantar para o terraço antigo, com uma parede de vidro retrátil que oferece aos clientes uma fantástica vista para o oceano. Isto foi apenas uma amostra do que estava para vir no edifício do Clubhouse, que abriga os restaurantes Aladin Grill, Whale e Atlântico, bem como o Manzar Terrace e a área da piscina original.

O Clubhouse foi completamente remodelado, com uma nova piscina infinita que envolve a fachada do edifício. No interior, apenas o restaurante Aladin Grill é reconhecível do projeto original. Foram criados novos conceitos de restaurantes e a nova discoteca V-Club, mantendo-se apenas os nomes dos espaços originais, a que se juntou ainda o restaurante japonês de luxo Mizu, que tomou o lugar do antigo Aladin Bar.

A fase final do projeto de remodelação, com conclusão prevista para 2018, é a renovação total do complexo Vila Vital Spa, com uma atenção redobrada ao bem-estar e tratamentos holísticos. 

Embora estas alterações físicas sejam evidentes, foi de facto nos bastidores onde grande parte da inovação aconteceu. No momento em que o VILA VITA Parc alcança o seu tão marcante 25º aniversário, existem vários aspetos da experiência no seu todo que foram melhorados.

Kurt Gillig está, merecidamente, orgulhoso de tudo o que foi conquistado: “Acima de tudo, o VILA VITA Parc é para as pessoas. Tenho a sorte de ter uma equipa fantástica e de termos muitos clientes de todo o mundo que voltam ano após ano. Tal como o staff, já fazem parte da família VILA VITA. Os tempos mudam e nós devemos mudar com eles, mas os valores fundamentais do que foi originalmente criado aqui, há 25 anos, estão mais fortes que nunca.” 

Com cerca de 500 funcionários, podendo chegar aos 700 na época alta, o resort é o maior empregador no Município de Lagoa. O staff dedicado ajudou a vencer muitos prémios internacionais, incluindo o de World’s Leading Luxury Green Resort (Melhor Resort Verde de Luxo do Mundo), nos World Travel Awards, em 2015, um importante reconhecimento da dedicação contínua do VILA VITA à sustentabilidade. 

O legado deixado pelos fundadores está agora nas mãos dos seus dois filhos, Andreas e Reinfried Pohl. O VILA VITA Parc é a joia da coroa dos investimentos da família em Portugal, mas o seu amor pelo campo levou-os para além dos confins do resort e até do Algarve. Em 2000, a família investiu na Herdade dos Grous, uma quinta de 730 hectares com vinhas e uma adega na região do Baixo Alentejo. Lá, criaram um pequeno resort rural com 24 quartos mobilados em estilo tradicional. A Herdade dos Grous é, de facto, uma parte integral do conceito de sustentabilidade do VILA VITA, criando muita da carne que é servida no resort.   

No norte do país, foi adquirida em 2012 outra propriedade vinícola, a Quinta do Valbom, um terreno magnífico com vista para o rio Douro, onde são produzidos vinhos tintos e vinho do Porto de alta qualidade. No Algarve, outros investimentos incluem a VILA VITA Collection, composta por moradias de luxo com vista para a praia na vila de Salema, que será brevemente expandida para outros locais da região.